Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Como um conto de fadas

Sob inúmeros flashes, príncipe William e Kate Middleton anunciaram casamento. Kate é linda e eleganterríma (com vestido desenhado pela brasileira Daniella Helayel) e todos querem ver o conto de fadas entres os belos pombinhos. A ilha inteira prepara-se para jogar arroz nos noivos, uma grande expectativa para que Kate substitua a não menos bela Diana. Mas, as belas que me desculpem, minha princesa favorita é a Camilla Parker, a feia, a rotweiller, a do tampax.

Não acho nada louvável ser “a outra”, ter feito Diana sofrer, mas o que gosto é que Camilla é quase uma anti-princesa – feia e incorreta. Porém, Camilla é uma das poucas na histórias das realezas que realmente viveu um conto de fadas, em que a princesa é amada por muito e muito tempo por seu príncipe.

Desconfio de casaizinhos perfeitos, de princesas belas, elegantes, nobres, generosas, ricas e que se encaixam no padrão para ser amada por seu príncipes e seus súditos (e incluia nessa lista as primeiras-damas como Carla Bruni). Camilla mesmo feia e deselegante foi quem ganhou Charles. E mais…ganhou de uma linda e adorada princesa. Camilla é o triunfo das feias. Certamente, ela tem algo especial (como todos tem) para ser amada, mas que só seu príncipe conhece enxergar. Porque amar a Grace Kelly, qualquer um ama, né, mas Camilla…só o Charles mesmo.
ps: Por ser detestada pela opinião pública, e por ser divorciada, Camilla não poderá tornar-se rainha. Injusto!
ps2: sei que serve pra nada, mas eu queria muito estar em Londres para jogar arroz nesses noivinhos lindos. aliás, eu queria estar em Londres com qualquer desculpa furada.

Read Full Post »

Continua aqui

Depois de um mês e meio fora de Londres, passa a fazer cada vez menos sentido esse blog. Tudo continuará aqui, mas passo a escrever em um outro blog, ainda mais pessoal e digamos mais paulista.

Read Full Post »

Homens ingleses

Uma das coisas que mais gosto em Londres, é a quantidade absurda de homens bonitos. Basta pegar o metrô pela manhã, reparar em construções, vendedores de frutas, garçons ou executivos almoçando sanduíche e salada na City para se deparar com homens comuns e deslumbrantes que no Brasil dariam capa de revista ou poster na Capricho.

Não é só um belo par de olhos azuis, ou seu porte alto e skinny, o que atrai neles. Eles também são famosos e irresistivéis por serem elegantes, se vestirem de maneira estilosa; não cultivarem barriga  (nem mesmo os coroas), ter aquele sotaque adorável e posh, um ar tímido e sério, mas simpáticos, além de serem extremamente bem-educados e gentis o tempo todo.

Eu deveria ter tirado fotos, mas fui tímida demais para isso. Terão apenas de acreditar em meu testemunho, ou se possível, conferir com seus próprios olhos.

Uma lista de homens ingleses que arrancam suspiros do mundo todo:

Irretocavelmente lindo, e os anos parecem só lhe fazer bem. Ainda por cima é tatuado.

Elegante, skinny, olhos azuis. Law é o exemplo de charme inglês, meu caro Watson

Elegante, gentil e reservado, Marc Darcy o próprio gentleman inglês

E quem resiste aos olhos e sorriso encantador de Daniel Cleaver. Uni duni ni tê...

Quem liga para um lobisomem fortão, com um vampiro desses. Pattison é a prova de que charme não tem idade, tem nacionalidade

Por que belo, se coxo?

007 só poderia ser inglês

Clive Owen, o meu favorito

Read Full Post »

Dear deers

Ótica dica de um bom passeio gratuito em Londres é o Richmond Park. Além de uma bela vista e um parque com 1000 hectares, a atração principal são os veados silvestres que vivem por lá.

Veja como chegar aqui

Read Full Post »

To de volta

Durante o mochilao foi impossivel atualizar o blog. Nao postei o meu diario de viagem, embora o tenha escrito em meu Moleskine. Voltei para Londres ha uma semana, mas estava sem internet ateh hoje. A partir de agora, irei postar as fotos e comentarios sobre os lugares incriveis que passei e as ultimas sensacoes que ocupam minha cabeca nesse fim de viagem.

Read Full Post »

Racismo de reacao

Sou branca, de olhos azuis e estou do outro lado do balcao. Agora, sou eu quem limpo o chao, banheiro, sirvo mesa e tudo sorrindo para agradar os clientes. Nao ha problema algum nisso, pelo contrario, tenho muito orgulho de topar qualquer parada e ganhar honestamente o dinheiro para pagar meu aluguel. Nunca achei que trabalhar em escritorio, loja de marca, ou ser hostess me faria alguem melhor do que uma faxineira. Muito menos ter olhos azuis. Nao faco distincao alguma entre as pessoas, tampouco entre os clientes do restaurante. Porem, algumas vezes sou mal tratada, e encaro grosserias e desdem dos clientes. Nao fui a unica a notar que os clientes mais pedantes sao os negros. Jah me avisaram antes, mas eu sempre achava que o outro era racista. Porem, do outro lado do balcao, onde eu sou a criadagem, onde eu estou numa posicao menos favorecida, posso notar que isso eh verdade.

Nao sao todos e detesto generalizacoes. Saberia pontuar diversos negros gentis com quem convivo em Londres e clientes adoraveis. Porem em meio a toda a gentileza (porque a maioria dos meus clientes sao simpaticos e gentis) ha sempre um grupo de negros que continuam a falar no celular enquanto fazem o pedido, nao olham para mim enquanto falam comigo, bufam na minha cara quando eu peco para repetir algo, e sempre reclamam para tirar vantagens, acreditando merecerem algo a mais que os outros clientes. Sem contar homens que fazem cantadas indelicadas – o que nao eh comum por aqui nem mesmo em construcoes.   

Nao acredito que nenhum comportamento esteja relacionado a cor da pele. O que suponho eh que seja uma questao de afirmacao dos negros, a fim de provar superioridade jah que algum dia foram considerados inferiores (infelizmente ainda hoje por alguns). Hoje, aqui em Londres, negros tem poder de compra e por isso sabem que tem voz (eh triste pensar que consumidores tem mais voz que seres humanos, mas desde que o mundo eh mundo eh assim). Garanto que eu nunca agi com racismo, mas parece que eles reagem com grosserias e desdem antes mesmo que eu possa vir a agir de alguma forma desrespeitosa. Nao sei se essas grosserias sao feitas somente aos brancos. Acho provavel que esses clientes sejam pedantes com meus colegas africanos tambem, como se dissessem – agora, eu quero ser ouvido, jah que por muito tempo nunca fui e antes de pedir pra falar eu jah vou logo gritando, para que nao haja duvidas de que voce, que me serve, irah me ouvir e obedecer.

Eh uma pena que seja assim. Tudo vira uma bola de neve. Alguns brancos discriminam os negros, que entao passam a discriminar os brancos e por sua vez, vem a reforcar ainda mais o racismo do branco para o negro, dando aos repugnantes racistas algum argumento para o insesato racismo.

Ps 1: A Inglaterra nunca teve escravos. A imigracao negra eh razoavelmente recente (anos 60) e por isso, o racismo e a reacao ao racismo eh mais clara de ser notada do que no Brasil, onde temos um pais que foi formado desde o inicio por brancos e negros que se misturaram (embora mantenham mais de um seculo depois da escravidao um enorme abismo de oportunidade entre as duas cores de pele).  

Ps2: No restaurante onde trabalho, metade dos gerentes e das hostess sao negros. Na cozinha, estao os europeus e indianos.

Read Full Post »

Porque mesmo quando a gente morre de paixao, a gente consegue ver os defeitos do ser amado. Taih 10 coisas que definitivamente odeio em Londres:

1. Ratos – sao uma praga na cidade, estao sempre no metro, e as vezes na ruas e nas casas.

2. Comida – tudo eh sem sal, vegetais e frutas nao tem gosto, carne dura, comida tipica gordurosa e sem graca. Porque uma coisa eh voce comer uma bomba calorica que te faz feliz, outra eh comer fish and chips com vinagre ainda por cima. Os londrinos mal almocam (comem uma maca, um sanduiche e soh) e eu sinto uma falta daquela comidinha quentinha, fresquinha e barata que no Brasil a gente come em qualquer esquina.

3. Frio sem fim – sempre me diziam que Londres era cinza. Mentira. Garoa muito menos que em SP (que ok, jah eh bem cinza). Faz sol mesmo no inverno rigoroso. Mas o que tem me revoltado nao eh o inverno, mas a primavera que tah resistindo a chegar. Eu nao guardei meus casacoes ainda e jah estamos no meio de maio. Quando teremos sol, calor e serah possivel usar as roupas das vitrines que vendem um verao/primavera  que parece nunca chegar ?

4. A cultura do alcool –  Apesar de leis rigorosas sobre a venda de alcool, os ingleses bebem como se nao houvesse amanha. Eh 9 da noite e a galera jah comeca a gorfar pela rua. Homens, mulheres, ricos, pobres, adolescentes e quarentoes sao todos bebados. De segunda a segunda, a partir das 11 da manha o pub estah lah com alguns clientes bebendo em bando ou solitarios. O pub eh a segunda casa deles e parece que o lazer eh atrelado a bebida de forma cultural. Provavelmente ha um indice enorme de alcoolismo que nao parece ser discutido.
PS: Isso mesmo considerando que eh proibido beber nas ruas, transporte publico e estadios de futebol. Beber em night clubs eh caro e pubs (que nao sao soh um pouco mais baratos) fecham as 11h30 da noite. Restaurantes nao podem vender bebida para viagem, tampouco para clientes que nao estejam comendo.  

5 –  Preco do aluguel – o que a gente paga por um quarto daria para alugar um apartamento bom e bem localizado em Sao Paulo, Rio, Medellin, Bogotah ou Berlin.

6 – Cheirinho na balada – eh impressionante, mas a galera passa maquiagem, sobe no salto, coloca vestido e esquece de tomar um banhinho antes, passar aquele perfume e coisa e tal. Porque fedo as 6 da tarde no busao eh perdoavel, afinal o cara ralou o dia todo, mas sabado a meia-noite na balada, eh demais, neh?

7 – metro sujo e ineficiente – tudo bem que a linha metroviaria eh gigante, e as regras de bom funcionamento sao cumpridas quase que completamente pelos passageiros (o que eu amo!), mas o metro nao tem latas de lixo para evitar bombar terrorista, o que causa um amontoado de lixo como copos descartaveis e cascas de banana nos cantos das plataforma e dos trens. Alem disso, falta ralo nessa cidade. Sim, aquele negocio basico para escorrer agua. Entao, imagine 200 anos de metro soh passando paninho. O chao eh realmente encardido.
Alem disso, nao raro, o trem para. ai, me dah uma claustrofobia, alem de sempre me atrasar.    

8 – Mal-atendimento – Muitos vezes ao comprar algo voce sente que eles estao te fazendo um favor. Eh tudo uma cultura do sirva-se voce mesmo que eh muito bem aceita (ateh porque isso torna os precos dos servicos muito mais barato para o consumidor). mas aih de voce se pedir ajuda para algum funcionario. Eles nao fazem questao alguma de vender pra voce e ateh preferem que voce compre online.

9 – Balada que comecam e terminam muito cedo – aqui, pra voce entrar sem pagar voce em que entrar antes das 20h – nao dah nem vontade de se arrumar pra noite, porque na primavera anoitece soh as 21h.  Pubs fecham as 11h30. Ultima bebida servida as 12h e ha muitos night clubs que fecham as 2 da manha. Chatoooo.

10 – hmm, acho que nao ha 10 coisas que eu odeio em Londres (olha q a nona eu jah me esforcei)

Read Full Post »

Older Posts »